novo logo.jpg

O Instituto Vórtice é o resultado das experiência de negócios vivenciadas por seu fundador, iniciadas no ano de 1978, quando do seu primeiro emprego na indústria gráfica. Desse período até a fundação, houve muitas mudanças nos processos de produção, geração de renda e emprego.

 

Um perfil inquieto e bastante dinâmico proporcionou a ele, uma intensa, multifocal e respeitável vida de trabalho; confira:

 

No setor técnico: Gráfica, Mecânica automotiva e construção civil

Na comunicação: Locução em rádio AM/FM e Jornalismo

No primeiro setor: Policia Militar do Estado de São Paulo e segurança privada

Comissionado; Representante comercial (Peças automotivas, Impressos gráficos, alimentos e materiais para construção)

No setor administrativo: Líder de equipe; Gestão de empresa gráfica e gestão de Centro automotivo

No empreendedorísmo: Oficina mecânica, Gráfica, Empreiteira de construção civil, programa de rádio e empresa de consultoria

Nas redes sociais: Entrevistas jornalísticas com: Políticos, Empresários, Artistas e outros

Registros Oficiais: Radialista e Jornalista

Nossa cultura de valores:

Missão

Promover o desenvolvimento de pessoas e empresas através da transferência de conhecimentos, para formar mentes brilhantes, capazes de solucionar problemas e superar os desafios;

 

Visão

Um mundo em constante transformação, que prestigia homens e mulheres pela honestidade, pelo conhecimento, e pelas escolhas, e que também causa falências e angústias em pessoas despreparadas e negócios mal plenejados.

 

Valores

Cultura diversificada, Resiliência, Firmeza de propósito, Honestidade e Transparência nos negócios e nas relações em geral.

Amado Neto, o fundador do Instituto Vórtice

 

Fundei o Instituto Vórtice por acreditar que tenho muito a contribuir para o sucesso das pessoas que, assim como eu, acreditam em si, no seu talento, e que são inteligentes e honestas. Acredito nas pessoas que têm firmeza de propósito e que, embora possam temer o futuro, têm a coragem de fazer mudanças, inovar e crescer, sendo humildes, sensatas e, sobretudo, independentemente do quanto possam ascender socialmente, nunca se esquecem de suas origens.

PNG 05.png